Santa Matilde - 14/03
mulher cheia de compaixão

Santa Matilde

Santa Matilde foi educada numa nobre família junto a um mosteiro beneditino.

A bela Matilde casou-se com apenas catorze anos, com um duque da Saxônia chamado Henrique.

Este, em pouco tempo veio a se tornar rei da Alemanha, com o nome de Henrique I.

Com o rei, Matilde viveu um casamento feliz, que durou vinte anos.

Contudo, manteve sua nobreza interior, não deixando influenciar-se pelo poder.

Teve cinco filhos, e sempre como mãe humilde e orante, buscou ensinar aos filhos os caminhos da salvação eterna.

Matilde também foi mãe para o povo, para os pobres.

Mulher cheia de compaixão que dentro das possibilidades ajudou e influenciou a muitos.

Em tempo de paz, a rainha Matilde passou a assistir à população, erguendo conventos, igrejas, hospitais e escolas.

O rei, por sua vez, fazia da Alemanha o país líder da Europa.

Ele salvou seu país da invasão dos húngaros. Depois disso, regularizou a situação da Alemanha com a França e a Itália.

Em seguida, passou a exercer domínio sobre os dinamarqueses e os eslavos.

O reinado de Henrique I ficou bastante fortalecido.

Com o falecimento de Henrique I, essa grande mulher de Deus disse aos filhos:

“Gravai bem no vosso coração o temor de Deus. Ele é o Rei e Senhor verdadeiro, que dá poder e dignidade perecíveis. Feliz aquele que prepara sua eterna salvação”.

Com a morte do marido, o seu calvário começou:

Exilada pelos próprios filhos

Depois de tudo isso, os filhos, surpreendentemente, se voltaram contra a própria mãe.

Alegaram que ela vivia esbanjando os bens do reino com os pobres e com a Igreja.

Por isso, retiraram toda a fortuna que pertencia a ela e ordenaram que ela fosse exilada.

Santa Matilde, então. com grande sofrimento, foi viver no Mosteiro de Engerm. Lá, dedicou-se à oração e aos sacrifícios, pedindo incessantemente pela conversão dos filhos.

Os filhos se arrependem

Muitos anos depois, os irmãos Oton e Henrique caíram em si e se arrependeram do terrível gesto de ingratidão que tiveram para com a própria mãe.

Por isso, procuraram a mãe, pediram perdão, receberam-na de volta no reino e devolveram a ela tudo o que lhe era de direito.

Com autoridade sobre seus bens novamente, Santa Matilde distribuiu tudo entre os pobres, salvando famílias inteiras da miséria e da perdição.

Depois disso, voltou para a vida religiosa no mosteiro.

Lá, recebeu o dom da profecia e ajudou a muitos com suas orações e, ainda, aconselhamento. Em 968 partiu para o Reino dos céus, o Reino dos santos.

Foi sepultada ao lado do dos restos mortais de seu marido, no mosteiro de Quedlinburgo.

Logo, passou a ser venerada pelo povo como Santa.

Sua fama se propagou rapidamente pelo mundo católico do Ocidente chegando até ao Oriente.

Hoje, ela é bastante celebrada na Alemanha e também na Itália e em Mônaco. Sua festa é celebrada no dia 14 de março.
Santa Matilde, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova
http://santo.cancaonova.com/santo/santa-matilde-mulher-cheia-de-compaixao/

Clique aqui e veja a Oração à Santa Matilde

Deixe uma resposta