São Martinho de Lima - 03/11
cheio do Espírito Santo

São Martinho de Lima

“Eu te medico, Deus te cura”, costumava dizer São Martinho de Lima (ou São Martinho de Porres).

O santo da vassoura e padroeiro dos barbeiros, dos grandes senhores e homens simples que acudiam a ele em busca de sua ajuda.

Com alegria celebramos a santidade de vida de um santo do nosso chão latino-americano.

São Martinho nasceu no Peru em 1579, filho de um conquistador espanhol com uma mulata panamenha.

Grande parte da sociedade de Lima não diferenciava tanto da nossa atual.

Pois, sustentava a hipócrita postura do preconceito racial, por isso Martinho sofreu humilhações, por causa de sua pele escura.

Aconteceu, então, que São Martinho não foi reconhecido portador de sangue nobre.

Porém, nem precisava, porque educado de forma cristã pela mãe, descobriu com a vida que:

O “aspecto mais sublime da dignidade humana está na vocação do homem à comunhão com Deus” (Catecismo da Igreja Católica).

Com idade suficiente, São Martinho, homem cheio do Espírito Santo e de obras no Amor, conseguia servir a Cristo no próximo.

Primeiramente pela suas diversas profissões (barbeiro, dentista, ajudante de médico)

Depois, mais tarde, amou Deus no outro e o outro em Deus, como irmão da Ordem Dominicana.

Mendigo por amor aos mendigos.

São Martinho de Porres, ou de Lima, destacou-se dentre tantos pela sua luta contra o Tentador e a tentação, além, da humildade, piedade e caridade.

Sendo assim, Deus pôde munir Martinho com muitos Carismas.

Como por exemplo, o de cura e milagres.

Sem, no entanto, que estes o orgulhasse e o impedisse de ir para o Céu, onde entrou em 1639.

São João XXIII, ao canoniza-lo em 1962, disse:

“Que o exemplo de Martinho ensine a muitos como é feliz e maravilhoso seguir os passos e obedecer aos mandamentos divinos de Cristo!”.

São Martinho de Lima, rogai por nós!

Fonte: Canção Nova
http://santo.cancaonova.com/santo/sao-martinho-de-lima-cheio-do-espirito-santo/

Clique aqui e veja a oração à São Martinho de Lima

Deixe uma resposta