Santa Marta - 29/07
modelo ativo de quem acolhe

Santa Marta

Neste dia 29 de julho, a Igreja universal recorda a figura da Santa Marta de Betânia.

Irmã de Maria e Lázaro, padroeira do lar, das cozinheiras, das donas de casa, das faxineiras, das casas de hóspedes, dos hoteleiros, das lavadeiras e das irmãs de caridade.

As Escrituras contam que, em seus poucos momentos de descanso ou lazer, Jesus procurava a casa de amigos em Betânia, local muito agradável há apenas três quilômetros de Jerusalém.

Lá moravam Marta, Lázaro e Maria, três irmãos provavelmente filhos de Simão, o leproso.

Há poucas mas importantíssimas citações de Marta nas Sagradas Escrituras.

É narrado, por exemplo, o primeiro momento em que Jesus pisou em sua casa.

Por isso existe a dúvida de que Simão fosse mesmo o pai deles, pois a casa é citada como se fosse de Marta, a mais velha dos irmãos.

Mas ali chegando, Jesus conversava com eles e Maria estava aos pés do Senhor, ouvindo sua pregação.

Marta, trabalhadora e responsável, reclamou da posição da irmã, que nada fazia, apenas ouvindo o Mestre.

Jesus aproveita, então, para ensinar que os valores espirituais são mais importantes do que os materiais, apoiando Maria em sua ocupação de ouvir e aprender.

Fala-se dela também quando da ressurreição de Lázaro.

É ela quem mais fala com Jesus nesse acontecimento.

Marta disse a Jesus: ‘Senhor, se tivesses estado aqui, o meu irmão não teria morrido.

Mas mesmo agora, eu sei que tudo o que pedires a Deus, Deus dará’.

Trata-se de mais uma passagem importante da Bíblia, pois do evento tira-se um momento em que Jesus chora:

‘O pranto de Maria provoca o choro de Jesus’.

E o milagre de reviver Lázaro, já morto e sepultado, solicitado com tamanha simplicidade por Marta, que exemplifica a plena fé na onipotência do Senhor.

Outra passagem é a ceia de Betânia, com a presença de Lázaro ressuscitado.

Uma prévia da última ceia, pois ali Marta serve a mesa e Maria lava os pés de Jesus, gesto que ele imitaria em seu último encontro coletivo com os doze apóstolos.

Os primeiros a dedicarem uma festa litúrgica a Santa Marta foram os frades franciscanos, em 1262, e o dia escolhido foi 29 de julho.

Ela se difundiu e o povo cristão passou a celebrar Santa Marta como a padroeira dos anfitriões, dos hospedeiros, dos cozinheiros, dos nutricionistas e dietistas.
Santa Marta, rogai por nós!

Texto: Paulinas Internet
Fonte: Portal Paulinas
https://www.comeceodiafeliz.com.br/santo/29-07

Clique aqui e veja a oração à Santa Marta

Deixe uma resposta